quinta-feira, 16 de março de 2017

Conflito na Síria é pior desastre desde 2ª Guerra Mundial, alerta alto-comissário da ONU para os direitos humanos

Foto: A. D´Amato (ACNUDH)
A bordo de um navio italiano, sírio segura o filho de um ano que aguarda atendimento médico. Eles foram resgatados no meio do Mediterrâneo.


O conflito na Síria é o pior desastre provocado pelo homem desde a Segunda Guerra Mundial. A avaliação é do alto-comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Zeid Ra’ad Al Hussein, durante debate no Conselho de Direitos Humanos sobre a situação do país.

Ele pediu o fim da tortura, de execuções e julgamentos injustos e cobrou a divulgação dos nomes e da localização de pessoas detidas ou que foram sumariamente executadas.

“Hoje o país inteiro se tornou uma câmara de tortura: um lugar de horror bárbaro e absoluta injustiça”, afirmou Zeid. Para ele, o conflito é um “maremoto de derramamento de sangue e atrocidade”.

O alto-comissário disse ter encontrado recentemente um grupo de mulheres sírias cujos familiares haviam sido detidos ou estavam desaparecidos. Estes parentes estão entre os “incontáveis cidadãos” na Síria que sofrem detenção arbitrária, tortura, sequestro e desaparecimento forçado.

Ele informou ainda que o Escritório do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos (ACNUDH) tem sido impedido de entrar no país e nenhum observador internacional de direitos humanos é liberado para verificar locais onde “provavelmente centenas de milhares de pessoas estão detidas”.

Apesar do acesso limitado, o ACNUDH tem trabalhado com a Comissão de Inquérito para coletar e analisar evidências, construindo a base de processos criminais contra agressores individuais.

Em seu pronunciamento, Zeid lembrou que o conflito começou com a tortura, que gerou “movimentos rebeldes, alimentando extremistas violentos e criando condições para a guerra”.

Aproximadamente 6,3 milhões de pessoas foram deslocadas e mais 4,9 milhões – a maioria mulheres e crianças – foram obrigadas a buscar refúgio desde 2011, de acordo com dados da ONU.

As declarações foram feitas no momento em que o conflito na Síria completa seis anos. A guerra começou quando autoridades reprimiram manifestações em Damasco, provocando outros protestos massivos anti-governo nos dias 15 e 16 de março de 2011.


Fonte: Portal da ONU

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Facebook Favoritos

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes